sábado, 23 de julho de 2011

ASSINE A PETIÇÃO PELO ESTADO DA PALESTINA JÁ!


Estado da Palestina Já - Admissão na ONU



Palestina: a mais nova nação



Dentro de quatro dias, o Conselho de Segurança da ONU se reunirá e o mundo terá oportunidade de aceitar uma nova proposta capaz de reverter décadas de fracasso nas negociações para a paz entre Israel e Palestina: o reconhecimento da Palestina como Estado pela ONU.

Mais de 120 países do Oriente Médio, África, Ásia e América Latina já endossaram essa iniciativa, mas o governo de direita de Israel e os Estados Unidos opõem-se veementemente a ela. Portugal e outros importantes países europeus ainda estão indecisos, mas uma gigantesca pressão pública agora poderá convencê-los a votar a favor dessa importante oportunidade de dar fim a 40 anos de ocupação militar.

As iniciativas de paz lideradas pelos EUA têm fracassado há décadas, enquanto Israel tem confinado o povo palestino a pequenas áreas, confiscando suas terras e impedindo sua independência. Esta nova e corajosa iniciativa poderá ser a melhor oportunidade de impulsionar a solução do conflito, mas a Europa precisa assumir a liderança. Vamos construir um apelo global em massa para que Portugal e outros importantes países europeus endossem imediatamente a proposta de soberania e vamos deixar claro que cidadãos de todos os cantos do mundo apoiam essa proposta legítima, não-violenta e diplomática.

ASSINE A PETIÇÃO E ENVIE ESTA MENSAGEM A TODOS OS SEUS CONTATOS:

Um comentário:

  1. Elisabeth Merelim26 de julho de 2011 11:49

    OS EUA NÃO CONSEGUEM MANTER A PRÓPRIA CASA EM ORDEM, NÃO TEM UM PROGRAMA SOCIAL VERDADEIRO E DEMOCRÁTICO, E O SETOR ECONOMIA, FINANCEIRO ESTÃO UM CAOS, ESTÃO POR INCOMPETÊNCIA DE UM SISTEMA CAPITALISTA SELVAGEM ENGENDRADO NOS VIÉS ESPECULATIVOS E FLUTUTANTES, A COLOCAR O MUNDO FINANCEIRO EM ESTADO DE ALERTA TOTAL. COMO PODE O EUA QUERER SER SUPREMACIA NAS QUESTÕES DE SOBERANIA E CULTURAS NO MUNDO? COMO QUEREM SER O CENTRO DAS DECISÕES DE PAZ SE SUAS FRONTEIRAS EXPANSIONISTAS E INTERVENCIONISTAS VIVEM NA GUERRA, SOB ESTADO BÉLICO?

    ResponderExcluir

Seguidores: